A maldição dos canhotos

 MATÉRIA  19/08   quarta-FEIRA  - MATÉRIA 019 / DE: francine santos

Quem ainda não percebeu, Algoritmos Sagrados destrincha as antigas superstições em cada detalhe. Neste poste iremos falar sobre destros e canhotos, afinal, na bipolaridade simbólica de nossos protagonistas se revela parte do caminho que cada alma segue. 

Victor é destro:
– O que vou fazer? – perguntou-se, mas antes que viesse a resposta em sua mente, ele agiu por instinto: Victor bloqueou os adversários com o braço esquerdo, enquanto com a mão direita, agarrou a bola, arremessando-a com um gancho.
Layla é canhota:
Layla abriu seu estojo e pegou uma caneta. Apoiando a prancheta no pacote, começou a assinar seu nome.
Quando suavemente com a mão esquerda passou a caneta no papel, apenas o L de seu nome saiu, pois a esferográfica parou de funcionar. 

Hoje é muito comum convivermos com destros ou canhotos, mas durante um bom tempo a vida não era boa para quem usava a mão esquerda.



>A mão direita desde a antiguidade tem sido associada com todas as coisas boas e puras, já a mão esquerda, com tudo que é profano, mau e inferior. Este simbolismo está presente em quase todas as culturas, canhotos nunca foram bem aceitos.

No mundo católico, muitos foram mortos ou decepados. 

A imagem do mal sendo canhoto sempre esteve presente nos manuais católicos, o diabo era representado com a mão esquerda estendida. Sendo assim, não era por menos que a prática de queimar canhotos no madeiro era comum na inquisição – para eles se você praticou uma obra usando a mão esquerda, com certeza era um feiticeiro. 
Outras culturas também não se abstêm da maldição dos canhotos:

> Na Nova Zelândia, o lado esquerdo é dedicado a demônios e ao diabo.
> Os muçulmanos acreditam que Alá fala às pessoas na orelha direita, e o diabo na esquerda. Também proíbem tocar suas sagradas escrituras com a mão esquerda.
> Entre os índios americanos, a mão direita representa coragem e virilidade, e a mão esquerda, morte.
> Na China você só pode comer com a mão direita, política aplicada também pelos judeus.
> Em alguns países, uma esposa nunca deve tocar seu marido no rosto com a mão esquerda.
> Entre os gaúchos, passar a cuia de chimarrão com a mão esquerda é ofensa.
A lista de símbolos poderia continuar por páginas e mais páginas, sempre se referindo: o esquerdo ao profano e o direito ao sagrado.
Porém o interessante de todo esse contexto é que na verdade o esquerdo está ligado ao feminino: o errado.
É um ponto de vista extremamente machista, e onde tudo isso começou?
Na Bíblia… na costela esquerda de Adão…
No Judaísmo e no Cristianismo a bipolaridade é representada da seguinte forma: o lado direito representa o perfeito, já o esquerdo a sua imagem invertida, o imperfeito.
No Alcorão e na Bíblia cristã os consagrados de Deus sempre se sentam à sua direita, e os malditos à esquerda. Não é por menos que Judas nas imagens da santa-ceia sempre aparece à esquerda de Jesus Cristo.
No evangelho de Mateus tiramos qualquer duvida sobre o papel do lado direito e esquerdo.

E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Mateus 25:32-34

A ovelha é o símbolo de Jesus Cristo, já o bode ou cabra seu rival, satanás.

Outra analogia é a da crucificação:

A cruz central é conhecida como Redenção, à esquerda de sua posição Rejeição, já à direita Aceitação. Na cruz central, Jesus Cristo morria como oferta pelo pecado; ao seu lado direito um ladrão morria para o bem - arrependido; já no lado esquerdo, outro ladrão morria para o mal - renegando.

Através destas analogias, a Igreja Católica sustentou por mais de mil anos que todo canhoto havia sido criado pelo diabo, e por isso ele era mau e diabólico.
Em pinturas representando o Juízo Final, o “domicílio divino” é mostrado aos fiéis pela mão direita de Deus, e o “domicílio do diabo”, com a mão esquerda. Então, o caminho da mão esquerda seria o caminho para o inferno.
É perturbador pensar que pessoas morreram por isso, mas isso só comprova o poder dos símbolos.
No contexto gramatical a palavra ‘canhoto’ também não é perdoada:
Em latim, vem de “sinister” o que originou a palavra sinistro. O “left” do inglês tem significado como fraco, inútil. No italiano, significa também desonesto, duvidoso. Em países africanos a palavra associada ao canhoto significa odiado, e no Japão, louco.
Superstições sempre relacionam a esquerda com coisas ruins, infelicidade, azar, maldição, venenoso, satânico.
Hoje não podemos negar o talento de muitos canhotos e como podemos amaldiçoa-los pelos tempos se destes já gozamos de suas magnificas obras?
Entre os grandes canhotos temos: Beethoven, Michelângelo, Rafael, Leonardo da Vinci, Goethe, Nietzsche, Picasso entre outros.
Mas é claro, os polos serão invertidos, e talvez possamos ser salvos por um símbolo feminino, o canhoto que desprezamos por centenas de anos.

Compreenda mais lendo a saga Algoritmos Sagrados
Francine Santos

Reações:

0 comentários:

Recent Posts Widget

Trailers


   
+Videos

Escolha o seu volume



Almas Seladas 
Vol 1
Marcelo L. Pontes


Máscaras Reveladas 
Vol 2
Marcelo L. Pontes
 





Símbolo Oculto 
Vol 3
Marcelo L. Pontes

 
A maldição dos canhotos - Algoritmos Sagrados